• Luis Fernando Julio

Times da NBA mostram sua indignação com o caso George Floyd.

Franquias como Bulls,Bucks,Nets e Lakers publicam notas condenando o racismo após morte brutal em Minneapolis.




Para quem não soube do caso, George Floyd que sofria de doença arterial coronariana e doença cardíaca hipertensiva, morreu asfixiado por um policial na cidade de Minneapolis, no estado americano de Minnesota. O policial pressionou o pescoço do homem negro de 40 anos até sua morte. Após a divulgação do vídeo do ato brutal, o policial acabou preso, porém a comunidade americana não se deu por satisfeita com a condenação e desde semana passada se uniu para protestar, já que há suspeitas do assassinato ser por conta de discriminação social.



Grandes personalidades do esporte e da música se uniram para protestar pelo fim do racismo nos EUA, como o astro da NBA, e talvez o maior nome do basquete atual, LeBron James, jogadores como Jaylen Brown do Boston Celtics e Karl-Anthony Towns do Minnessota Timberwolves também se uniram ao movimento. E o rapper americano, e um dos grandes expoentes do gênero musical, J-Cole também protestou nessa semana.



Algumas franquias da NBA se manifestaram sobre o ocorrido:


Chicago Bulls


"Com muita frequência, após essas tragédias, conversamos, mas as conversas não resultam em mudanças significativas. Nossas comunidades não podem avançar ou esperar pela paz quando estamos constantemente pressionando o botão de 'reset' após cada incidente. Todo mundo merece sentir seguro, respeitado e capaz de atingir todo o seu potencial. Infelizmente, esse não é o tipo de mundo em que vivemos".


Milwaukee Bucks


"Estamos perturbados e irritados com a morte sem sentido de George Floyd, mas sabemos que esse não é um caso isolado. Preconceitos raciais, abusos de poder e injustiças continuam a atormentar comunidades em todo o país, incluindo Milwaukee. É preciso haver mais responsabilidade".


Philadelphia 76ers


"Nossa comunidade negra e pessoas de cor continuam enfrentando racismo, preconceito e injustiça. É inaceitável e não podemos e não toleraremos isso em nossa comunidade. Agora, mais do que nunca, devemos nos esforçar em prestar contas, inclusive garantindo que nossa comunidade seja tratada com justiça, transparência e dignidade".


Brooklyn Nets


"Nosso instinto nos diz que a falta de respeito pela vida humana, alimentada por preconceitos, está simplesmente errada. Todas as pessoas, independentemente de cor, raça ou etnia, merecem ser tratadas com dignidade humana e protegidas da violência"


Los Angeles Lakers


"Condenamos o racismo, intolerância, violência e preconceito em todas as suas formas.Todos têm o direito de viver livres do medo e de serem tratados com dignidade e respeito. Ouvimos a dor da nossa comunidade negra e não ficaremos em silêncio".