• Igor Castro

Seleção dos melhores da divisão NFC Sul da NFL

Enfim chegamos ao último texto da série de textos selecionando os melhores atletas de cada divisão da NFL, e hoje a coluna vai falar sobre a divisão mais badalada da temporada que se inicia, a NFC Sul. Nela temos o Atlanta Falcons, Carolina Panthers, New Orleans Saints e Tampa Bay Buccaneers. A divisão contará com dois quarterbacks de primeira pratileira da NFL, estou falando de Drew Brees do Saints e do recém chegado a Tampa Bay, o campeonisimo pelo New England Patriots, Tom Brady. Além deles, o quarterback do Falcons, Matt Ryan promete dar um certo trabalho na divisão, dando assim emoção até o fim na NFC Sul.


Com um nível altíssimo de competição nessa divisão, os jogos entre os rivais tendem a ser emocionantes do início ao fim. Tirando o Carolina Panthers, as demais franquias tem enorme capacidade de estarem nos playoffs. No New Orleans, a base que vem sendo vencedora na divisão foi mantida e até reforçada, com a chegada do wide receiver Emmanuel Sanders e do safety Malcolm Jenkins. Já no Tampa, além da vinda de Tom Brady, tivemos a desaposentadoria do tight end e companheiro de New England, Rob Gronkowski, a renovação de contrato do edge rusher Shaquil Barrett, além da manutenção da dupla de wide receiver Mike Evans e Chris Godwin.


No Atlanta, apesar de ter Matt Ryan como quarterback confiável e que pode elevar o nível da equipe, tendo chances de estar e avançar nos playoffs, o trabalho do head coach, Dan Quinn vendo sendo muito questionado, devido as últimas temporadas com resultados negativos. Além disso, Quinn com um ataque formado por jogadores de primeira rodada, terá o enorme desafio de fazer o Falcons vencedor novamente. Já o Carolina, vem para essa temporada sem muitas expectativas, já que o time está em plena reconstrução, e começou com a chegada do novo head coach Matt Rhule e do quarterback, Teddy Bridgewater. Com isso dito, vamos aos selecionáveis:

Quarterback: Tom Brady (Buccaneers)

Running Backs: Christian McCaffrey (Panthers) e Alvin Kamara (Saints)

Wide Receivers: Michael Thomas (Saints), Julio Jones (Falcons) e Chris Godwin (Buccaneers)

Tight End: Rob Gronkowski (Buccanneers)

Offensive Tackles: Teron Armstead (Saints) e Ryan Ramczyk (Saints)

Center: Alex Mack(Lions)

Offensive Guards: Andrus Peat (Saints) e Michael Schofield (Panthers)


Menções honrosas: Matt Ryan (QB do Falcons), Robby Anderson (WR do Panthers), Emmanuel Sanders (WR do Saints) e Mike Evans (WR do Buccaneers).



Eis aqui mais uma polêmica na série de textos. Porque Brady e não Brees? Explico. Ambos são quarterbacks espetaculares e que certamente estarão no Hall da Fama da NFL, seja por suas quebra de recordes, títulos e tantas outras cositas. Porém, coloquei Brady mais pela questão da dinastia que ele criou em New England e pelo quarterback que saiu mais vitorioso nos playoffs e em títulos, não dando pra comparar com a carreira do Brees até aqui.


E falando das outras posições, o trio de wide receivers é de talento espetacular, com Michael Thomas ser recordista de recepções em uma única temporada, com Júlio Jones sendo o melhor wide receiver da NFL para esse colunista, e um Chris Godwin sendo um atleta que pode dar muitas alegrias ao Buccs. Já a linha ofensiva é dominada por atletas do Saints, tendo três jogadores e o Falcons e Panthers com um cada. O Buccaneers poderia ter o guard Ali Marpet, mas com outros jogadores que eu considero mais importantes, o guard do Buccs acabou ficando de fora. Na posição de tight end, mesmo vindo de um ano de inatividade, Gronk ainda não pode ser superado.

Agora vamos falar das defesas da NFC Sul. Nesse setor, fatalmente Saints e Buccs vão monopolizar os melhores talentos. No Saints temos o pass rusher Cameron Jordan e uma linha defensiva forte no combate ao jogo terrestre, fora que a secundária é certamente uma das melhores da NFL. No Buccs temos outro edge rusher, Shaquil Barrett que foi lider de sacks 19.5 sacks, na linha defensiva temos o veterano defensive tackle, Ndamukong Suh. A secundária não tem grandes nomes, porém Carlton Davis é o que mais se destaca no Buccs.


Já a defesa do Falcons, não tem o mesmo número de jogadores exímios. Para não deixar de citar, podemos falar sobre o defensive tackle, Grady Jarrett, pra esse colunista um jogador muito subestimado, e Deion Jones que apesar de não ter jogado a temporada passada, é um excelente linebacker. Em Carolina, a defesa passa por transformações, ainda mais com aposentadoria do linebacker Luke Kuechly. Caberá a jogadores calouros e segundanistas, como os edges Brian Burns e Yetur Gross-Matos e o defensive tackle Derrick Brown, darem ares diferentes a defesa do Panthers. Dito isso, vamos aos selecionáveis:


Defensive Lineman: Grady Jarrett (Falcons) e Ndamukong Suh (Buccaneers)

Edges: Cameron Jordan (Saints) e Shaquill Barrett (Buccaneers)

Linebackers: Demario Davis (Saints) e Lavonte David (Buccaneers)

Cornerbacks: Marshon Lattimore (Saints), Janoris Jenkins (Saints) e Carlton Davis (Buccaneers)

Safetys: Keanu Neal (Falcons) e Marcus Williams (Saints)


Menções honrosas: Deion Jones (LB do Falcons), Kawann Short (DT Panthers), Malcolm Jenkins (S do Saints) e Jason Pierre-Paul (Edge do Buccaneers)


Com exceção do Carolina, todos os times tem jogadores selecionados. Porém, o dominio ficou com Buccs e Saints, tendo cada um quatro e cinco jogadores respectivamente. Na linha ofensiva, pressão e aniquilação ao jogo terrestre é o grande diferencial de Jarrett e Suh, além disso, ter Jordan e Barrett empilhando sacks é algo espetacular para qualquer franquia, o que diga o Broncos que perdeu Von Miller para próxima temporada e viu Barrett rumando para o Buccs e se tornando o principal edge de Tampa. Se na linha ofensiva temos agressividade, o que dizer da dupla de linebackers? Sendo que cada um com características distintas, o que possibilita de um complementar o outro.


Na secundária, por pouco não é dominada por todos atletas oriundos do Saints. O que poderia facilmente acontecer, com a adição de Jenkins como safety e P.J. Williams como o terceiro cornerback. No entanto, por questão de talento, Davis está bem a frente de Williams, apesar de estar indo apenas para o terceiro ano de NFL. Já Jenkins vem tendo temporadas abaixo das expectativas, e Neal que apesar de ter se ausentado do Falcons por causa de lesão, vem tendo mais regularidade na secundária do Falcons e sendo o grande líder no setor e até mesmo na defesa do Atlanta.


Com tudo isso posto, chegamos ao fim de textos com analises dos melhores de cada divisão. Agora é aguardar as próximas horas passarem para ver a estreia da próxima temporada da NFL, que promete ser bem diferente do que a gente imagina e de como essa se desenrola.