• Juliana Sousa

O fenômeno Madden NFL



Se você gosta de NFL e de jogos eletrônicos, é muito provável que você conheça o jogo Madden NFL. Na última sexta (28) rolou o tão esperado lançamento do novo jogo da franquia, o Madden 21, então nada mais justo do que conhecer um pouquinho da história/evolução desse game tão legal!




Tudo começa lá em 1988, com o lançamento do John Madden Football. Mas afinal, quem é John Madden e por que o jogo tem esse nome até hoje?

Além de ex-treinador na NFL (vencendo o Super Bowl XI com o Oakland Raiders, atual Las Vegas Raiders), John Madden também atuou como comentarista em grandes redes americanas como a CBS, ABC, NBC e FOX. Encerrou sua carreira em 2009 para se dedicar mais a família e atualmente mora na Califórnia, tendo 84 anos e sendo referência como um dos maiores técnicos que já passou pela NFL até hoje.

Madden também foi a cara da franquia por muito tempo, estando presente no desenvolvimento e na narração do primeiro jogo junto com Pat Summerall e, mais tarde, com o locutor Al Michaels.


Gameplay do John Madden Football no Sega Genesis

A primeira edição do jogo vendeu bem, visto os problemas de processamento que tinham. Dois anos depois o jogo foi lançado para as plataformas Sega Genesis e Super Nintendo, que eram a sensação do momento e seguiam desbravando o mercado de games. Apesar de não contar com os nomes reais de equipes e jogadores (por conta de direitos autorais), o jogo seguiu tendo um bom rendimento junto com as plataformas. Em 1993 o jogo deixou de ser chamado de John Madden Football e passou a ser chamado de Madden NFL.


Capa do Madden 95 para Mega Drive

Em 1994, o lançamento do Madden 95 contava com uma grande mudança. Nessa época todos os jogadores do jogo tinham que ter a mesma cor por conta das restrições das máquinas, mas a grande maioria dos jogadores da NFL na vida real era afro americana. O jogo aderiu esse detalhe para a gameplay e foi inovador, pois ninguém nunca havia inserido negros na capa de um grande jogo de esportes. Foi uma ação muito grande pelo lado da EA Sports e com certeza fez a diferença para muitos jogadores! Legal, né?

Também nesse ano o jogo adquiriu os direitos necessários e pôde utilizar os nomes reais das franquias e dos jogadores, deixando a experiência do jogo ainda melhor.



A partir do Madden 2001 John Madden deixa de estrelar a capa dos jogos, dando espaço para atletas da própria NFL. Curiosamente, o feito deu início para a chamada 'Maldição do Madden', pois a grande maioria de jogadores que toparam ser capa de alguma edição foram afetados negativamente: desde mal desempenho na temporada até mesmo a lesões. Você pode se aprofundar a respeito da 'maldição' e atletas prejudicados clicando aqui.

Desde então, todas as capas contaram com jogadores de peso na liga. Confira na lista a seguir:


  • 2001: Eddie George (running back, Tennessee Titans);

  • 2002: Daunte Culpepper (quarterback, Minnesota Vikings);

  • 2003: Marshall Faulk (running back, St. Louis Rams);

  • 2004: Michael Vick (quarterback, Atlanta Falcons);

  • 2005: Ray Lewis (linebacker, Baltimore Ravens);

  • 2006: Donovan McNabb (quarterback, Philadelphia Eagles).

  • 2007: Shaun Alexander (running back, Seattle Seahawks);

  • 2008: Vince Young (quarterback, Tennessee Titans);

  • 2009: Brett Favre (quarterback, Green Bay Packers);

  • 2010: Troy Polamalu (safety, Pittsburgh Steelers) e Larry Fitzgerald (wide receiver, Arizona Cardinals);

  • 2011: Drew Brees (quarterback, New Orleans Saints);

  • 2012: Peyton Hillis (running back, Cleveland Browns);

  • 2013: Calvin Johnson (wide receiver, Detroit Lions);

  • 2014 (Madden NFL 25): Barry Sanders (running back, Detroit Lions), na versão para Xbox 360/PS3, e Adrian Peterson (running back, Minnesota Vikings), na versão para Xbox One/PS4;

  • 2015: Richard Sherman (cornerback, Seattle Seahawks);

  • 2016: Odell Beckham Jr. (wide receiver, New York Giants);

  • 2017: Rob Gronkowski (tight end, New England Patriots);

  • 2018: Tom Brady (quarterback, New England Patriots);

  • 2019: Antonio Brown (wide receiver, Pittsburgh Steelers) e Terrell Owens (wide receiver, Dallas Cowboys), na Hall of Fame Edition;

  • 2020: Patrick Mahomes (quarterback, Kansas City Chiefs);

  • 2021: Lamar Jackson (quarterback, Baltimore Ravens).


O jogo continua sendo uma grande sensação, contando com mais de 99 milhões de cópias vendidas e com o Madden NFL 20 chegou a registrar os maiores números de envolvimento de jogadores na história da franquia. O Madden 21 chegou e está disponível para PlayStation 4, Xbox One, Google Stadia e PC. Futuramente, os consoles PlayStation 5 e Xbox Series X também receberão o game.


Confira o trailer do novo jogo no vídeo abaixo:





E você, já jogou algum Madden? Se sim, como foi a experiência? Me conta aqui nos comentários, vou adorar ler! Muito obrigada por ler até aqui e até breve.