• Gabriel de Campos

Conheça o jogador da NFL que virou astronauta!


Não é raro encontrar pessoas que exerceram mais de uma profissão em sua vida, aliás, não é nada incomum. Geralmente são profissões diferentes mas que tem uma certa semelhança.

Entretanto há algumas pessoas que podemos considerar um ponto fora da curva. Leland Melvin é o tipo de pessoa que não se importa muito para padrões e só quer realizar os seus sonhos, mesmo que um não tenha nada a ver com o outro.


Como tudo começou

Leland Devon Melvin nasceu no dia 15 de fevereiro de 1964 na cidade de Lynchburg, Virginia.

Estudou na Universidade de Richmond graças a uma bolsa de estudos que conseguiu jogando futebol americano. Também fez mestrado em engenharia científica de materiais pela Universidade de Virginia.


Vamos ao futebol americano!


Melvin era wide receiver da Universidade de Richmond de 1982 a 1985. É o jogador com mais recepções+jardas em toda a universidade, 198 recepções para 2.669 jardas e o quarto jogador com mais recepções para touchdown na história da mesma, um total de 16.

Em 1984 foi selecionado para o time All American e no ano seguinte foi Second Team All American.


Em seu ano de senior foi o capitão da equipe, o mesmo ano em que fez sua melhor temporada. O jogador recebeu 65 passes, correu 956 jardas e marcou oito touchdowns.

Em uma partida contra a James Madison University, Leland fez 10 recepções, passou das 200 jardas e marcou um touchdown; segundo ele foi a melhor partida de sua carreira.

O último passe em que o jogador foi alvo na universidade foi recepcionado mas não marcou o touchdown.


Carreira na NFL

Infelizmente não fez o suficiente para ser escolhido em uma posição alta no draft, ainda mais em uma época onde o passe ainda não era tão importante quanto hoje. Melvin ficou para a décima primeira rodada do draft de 1986 quando foi escolhido pelo Detroit Lions.

Durante o training camp uma lesão no tendão o prejudicou e o tirou da temporada, ele brigava para estar entre os jogadores que eram convocados para jogar a temporada regular. Os Lions o cortaram da equipe principal e ele foi liberado pelo time antes mesmo de começar a temporada.


Em outubro do mesmo ano foi para o Canadá jogar a Canadian Football League pelo Toronto Argonauts. Devido a sua lesão não teve o mesmo desempenho de antes.

Tentou ainda uma última chance no Dallas Cowboys porém novamente lesionou o tendão e ficou fora do time. Este foi o fim de sua carreira no futebol americano.

Entretanto, Leland não se formou como químico a toa, o mesmo ainda tinha outros sonhos para correr atrás.


Carreira espacial

Em 1989, Melvin começou a trabalhar no Nondestructive Evaluation Sciences Branch no NASA Langley Research Center. Uma de suas funções era o uso de sensores de fibra óptica para medir deformações, temperatura e danos químicos em estruturas metálicas.

Selecionado como astronauta em junho de 1998, Melvin apresentou-se para o treinamento em agosto. Desde então, ele foi designado para o Departamento de Operações da Estação Espacial do Astronauta e para o Departamento de Educação na Sede da NASA em Washington.


Como co-gerente do Programa Educador de Astronautas da NASA, Melvin viajou por todos os estados americanos, discutindo a exploração do espaço com professores e alunos e promovendo ciência, tecnologia, engenharia e matemática.


Alguns anos se passaram e Melvin estava próximo de alcançar o seu grande sonho. Em 2008 foi selecionado para a missão STS-122 com destino à Estação Espacial Internacional da NASA.

A missão foi cumprida em 12 dias, 18 horas, 21 minutos e 40 segundos, viajou 5.296.832 milhas estatutárias (aproximadamente 4.904.866 km) em 203 órbitas terrestres.


No ano seguinte Melvin retornou à Estação Espacial Internacional da NASA, a STS-129.

A missão foi concluída em 10 dias, 19 horas, 16 minutos e 13 segundos, viajando 4,5 milhões de milhas em 171 órbitas. Voltou à Terra trazendo consigo a astronauta da NASA, Nicole Stott, após sua viagem de serviço a bordo da estação espacial.

Melvin registrou mais de 565 horas no espaço.


Estação Espacial Internacional da NASA

Hoje em dia

Melvin publicou dois livros; Chasing Space: a história de coragem, graça e segundas chances de um astronauta e Chasing Space: edição para jovens leitores. Além de ser conhecido um dos astronautas da NASA mais inspiradores e influentes de todos os tempos.

Sua camisa do Detroit Lions, que ele trouxe com ele para o espaço, está agora em exibição no Pro Football Hall Of Fame em Canton, Ohio.


Uma grande história!


por Gabriel de Campos

Me siga no Instagram em @hailmarybrasil e no Twitter em @hailmarybr