Não Se Enganem: Tom Brady NÃO é Um Quarterback de Sistema.

Como a maioria dos atletas que alcançam objetivos fora do comum, Thomas Edward Patrick Brady Jr. sempre foi extremamente criticado. Parece que, quanto maior você fica, mais dúvidas surgem ao redor do seu nome, sejam elas pessoais ou dentro de campo. Aliás, muitos dos problemas que envolvem o atual quarterback do Tampa Bay Buccaneers são claramente falsos e para gerar movimentações em sites sensacionalistas. As supostas brigas com sua esposa e as exageradas críticas por pular de uma cachoeira (acreditem se quiser) deveriam cansar um jogador, tornando-o mais vulnerável e propenso a não jogar bem em momentos decisivos. Mas não estamos falando de um jogador comum. Não

estamos falando que um QB de sistema.


No ano 2000, o New England Patriots decidiu usar a escolha 199 do draft para preencher seu roster com mais um lançador. O escolhido era um menino franzino da universidade de Michigan, que não chamava atenção, e correu suas 40 jardas em 5,28 segundos, o deixando entre os mais lentos da classe. Obviamente que ninguém se importou com a escolha. O problema é que levantamentos de pesos e sprints temporizados não medem a vontade, confiança e fome por sucesso de alguém. Em sua primeira vez vendo Robert Kraft (Dono dos Patriots), Tom se apresentou como “a melhor decisão que essa franquia já tomou”. E desde então, os números começaram a fazer justiça ao quão bom ele realmente era.

Apresentar dados simplistas e somatórios não é ideal ao julgar um jogador. Mas, quando a distância entre a opinião de alguns desinformados e a realidade é tamanha, fica fácil argumentar contra. Nenhum QB de sistema atinge 74.571 jardas. Nenhum jogador que seria supostamente apenas um “gerenciador de jogos” chega a 541 touchdowns, número 3,02 vezes maior que seu número de interceptação. Nenhum quarterback chega a 6 títulos apenas ouvindo instruções do técnico e as cumprindo, sem talento próprio. Você pode não gostar. Você pode não achar ele o GOAT. Mas questionar a grandeza de Tom Brady é inviável.

É possível sim que existiram QBs melhores, em termos de talento. Dan Marino, Joe Namath, Aaron Rodgers, Peyton Manning, Drew Brees e outros poucos mais, parecem ter um poder de mudança direto em resultados maior. Mas, assim como seus resultados no combine, aquilo que parece não é sempre a realidade com o veterano da liga. Ao combinarmos liderança, vontade, conhecimento, esforço, inteligência e talento, que são intangíveis necessários ao sucesso, temos a receita de um vencedor. E essa é a palavra com maior poder dentro dos esportes: Vencer. Goste ou não, a história vangloria os que ganharam mais e deixa de lado grandes temporadas não finalizadas como deveriam. Esse é o maior mérito de Tom Brady: Ganhar, custe o que custar. Não importa se preciso acertar meus running backs em rotas flats para ganhar quatro jardas ou se preciso colocar a bola no local perfeito, entre a linha dos linebackers e safeties, em uma rota seam, para o melhor TE da história. O que importa é estar preparado para fazer o que for necessário.

Esse texto não tem o intuito de definir um nome para ser considerado o maior da história, e sem contestação alguma. Estamos aqui para demonstrar como narrações simplistas geralmente são incompletas e influenciadas. Faça você mesmo a definição do maior que já existiu. Enquanto parâmetros não forem os mesmos para todos, é impossível definir assuntos como esse. Valoriza mais o talento e a capacidade de fazer coisas inimagináveis? Tudo bem, escolha o Rodgers, Marino, ou seja lá quem mais te impressiona. Prefere vencedores? Fique então com Brady e Montana. A única conclusão que chegamos aqui é: Tom Brady é merecedor de tudo que conquistou em sua carreira. Nada do que atingiu pode ser tirado de seu mérito, pelo simples fato de que ele representa aquilo que é a estatística máxima em esportes: Um vencedor. Não deixem de agradecer por terem tido o prazer de presenciar um dos maiores ícones esportivos da história. E fala pra mim, você já viu alguém virar ícone e herói, por suas contribuições em campo, como apenas um jogador de sistema?