• Vick

MVP Elena Delle Donne, diz que sua dispensa médica foi negada

A estrela do Washington Mystics, Elena Delle Donne, disse na segunda-feira, 14 de julho, que seu pedido de dispensa médica da temporada da WNBA foi negada.



O atual MVP da liga divulgou uma declaração dizendo que o grupo de médicos independentes da liga e do sindicato, concordaram em decidir quais os jogadores que deveriam receber licença médica, considerando que ela não é "de alto risco e deve poder jogar na bolha".


Se Delle Donne tivesse a dispensa médica, ela teria ganho todo o seu salário para a temporada. Agora, se ela optar por não jogar, o atual campeão da WNBA Mystics não terá que pagá-la.


“Adoro o meu time e tivemos uma temporada inacreditável no ano passado, e quero jogar! Mas a questão é se a bolha da WNBA é ou não segura para mim”, disse Delle Donne no comunicado. "Meu médico pessoal que me tratou da doença de Lyme por anos me aconselhou que eu corria alto risco de contrair e ter complicações com o COVID-19".

A liga não quis comentar, citando preocupações com a privacidade sobre questões de saúde das jogadoras.


A nova colega de equipe da Delle, a Tina Charles, também estava aguardando uma decisão do painel médico. Se ambas as jogadoras perdessem a temporada, o Mystics seria reduzido a 10 jogadoras na lista.


"Como todos os nossos jogadores, apoiamos Elena durante todo esse processo", disse o treinador e gerente geral do Mystics, Mike Thibault. "A saúde e o bem-estar de nossos jogadores são da maior importância."


Donne não viajou com a equipe para Bradenton, ela disse então que sentia falta de seus colegas de equipe, mas saúde e segurança eram suas prioridades.

"Estou pensando no assunto, conversando com meu médico e minha esposa, e estou ansiosa para compartilhar o que pretendo fazer muito em breve" comentou Elena. "Meu coração se estendeu a todos que tiveram que escolher entre sua saúde e renda, e, é claro, para quem perdeu o emprego, a casa e quem ama nesta pandemia."