• João Macedo

Magic Johnson e a luta contra o HIV.

Ídolo do Los Angeles Lakers passou por diversas represalhas durante sua vida é inspiração para quem luta contra a doença.



Earvin Johnson Jr. mais conhecido como Magic Johnson nasceu no dia 14 de Agosto de 1959 em Lansing no estado de Michigan. Lenda no Los Angeles Lakers, Magic teve uma carreira de sucesso na NBA sendo cinco vezes campeão da NBA, três vezes MVP e doze vezes All Star, além disso o armador fez parte do Dream Team das Olimpíadas de 1992.


Em 24 de Outubro de 1991, Magic testou positivo para o HIV e no dia 7 de Novembro o jogador anunciou sua aposentadoria com apenas 32 anos. Naquela época o vírus era muito grave, tendo uma taxa de mortalidade alta e a ciência não conhecendo muito sobre tal doença.


"O dia 7 de novembro de 1991 foi o da mudança da minha vida de uma forma que nunca esperei... Antes disso, achei que a coisa mais difícil havia sido enfrentar Michael Jordan ou Larry Bird, mas nesse dia comecei a luta da minha vida..."

Na época o vírus era associado a pessoas homossexuais, homofóbicos até chamavam o HIV de "câncer gay", o jogador foi várias vezes acusado de ser gay ou bissexual, porém Magic negou e foi considerado um raro caso de hétero com HIV. Segundo Magic que era casado com Cookie Johnson (que havia testado negativo para o vírus) desde 1991, ele havia pegado o vírus com uma mulher.


A dificuldade para tratar o vírus era enorme, tanto que famosos como Freddie Mercury e Cazuza faleceram nos anos 90 por conta do HIV. Existiam poucos tratamentos contra o vírus e diversos médicos se recusavam a cuidar de pacientes com o vírus por não saber como o vírus era transmitido.


Mesmo aposentado, os fãs da NBA votaram para Magic Johnson fazer parte do All Star Game de 1992, mas jogadores como Byron Scott, A.C. Green e Karl Malone se declararam contra a participação de Magic no jogo, Malone ainda declarou que tinha medo de pegar a doença por meio de uma ferida de Magic ou até suor vindo do craque. Mesmo assim, Magic jogou o All Star Game de 1992, e ajudou o Oeste a vencer o Leste por 153 a 111, ele anotou 25 pontos e 9 assistências o suficiente para ele ser eleito o MVP do jogo.

Johnson ainda foi convocado para o Dream Team que jogaria as Olímpiadas de 1992, mesmo recebendo mais críticas de Karl Malone, Magic entrou em quadra e usou as Olimpíadas para inspirar portadores do vírus.


Desde sua aposentadoria, Magic dedicou sua vida ao ativismo contra o HIV, sempre que pode o ex-jogador da palestras sobre sua experiência e longevidade além de ajudar financeiramente na luta contra o vírus. Logo em 1991 ele criou a Fundação Magic Johnson para ajudar pessoas que portavam o HIV e se tornou porta-voz do sexo seguro.

O objetivo de Johnson era educar as pessoas sobre o HIV e para terminar a associação que a doença tinha a minorias. Em 1999 ele foi orador do Dia Mundial do combate a Aids, evento que é organizado pelas Nações Unidas.


Em 2007 tivemos a primeira pessoa declarada curada do HIV, Magic com 60 anos ainda vive com o vírus, porém vive normalmente como qualquer pessoa, porém seguindo cuidados médicos como uso de remédios diários e controlados. Magic inclusive voltaria a trabalhar três vezes no Los Angeles Lakers em três funções diferentes: Treinador (1994), jogador (1996) e Presidente de Operações (2017).


Magic Johnson se tornou um ídolo dentro e fora da quadra para milhares de pessoas, muitas pessoas contaminadas pelo HIV tem o craque como inspiração, afinal, quando Magic pega o vírus nos anos 90 muitos esperavam que o pior acontecece na vida do armador, porém ele resisitiu e segue lutando contra o vírus e ajudando outras pessoas a lidar com esse problema em suas vidas. Para encerrar gostaria de lembrar da frase dita pelo ex-presidente americano George Bush sobre Magic Johnson:

"Para mim, Magic é um herói, um herói para qualquer um que ame esportes."