• Daniela Germano - Criadora do GirlPowerNFL

Lamar Jackson: um QB que corre ou um RB que lança?

Lamar Jackson apesar de eleito MVP da temporada 2019/2020, ainda tem muito a ser lapidado.

No início da sua carreira como QB profissional, Lamar apresentou vários problemas, principalmente sofrendo muitos sacks. Porém com o tempo e com a adequação da linha ofensiva do time, ele pode trabalhar mais solto e assim ter mais espaço para sua jogadas e até mesmo inovando ao ser um quarterback móvel nessa temporada.


O Lamar se destacou por se enquadrar em duas características de QB: Scrambler quarterback e dual thread quarterback.

Scrambler Quarterback


Uma técnica que um quarterback usa para escapar de um sack da defesa. Normalmente o jogador deixa a área protegida pela linha de ataque e corre para as outras áreas do campo, podendo correr ou estender uma jogada para dar aos receivers mais tempo para driblarem seus bloqueadores ou para tentar ganhar jardas. As scrambles são jogadas imprevisíveis e são de alto risco para o quarterback, já que a linha ofensiva não está preparada para proteger o jogador na nova área em que ele entrou.


Dual Threat Quarterback

É uma quarterback de ameaça dupla, ou seja capaz de derrotar seu oponente tanto com sua habilidade de correr quanto de passar.



Com a somatória dessas duas características de quarterback, Lamar se tornou o maior representante do Mobile Quarterback da atualidade.


Porém não é uma novidade que os quarterbacks mudam o jogo com suas pernas desde que esse esporte existe. Fran Tarkenton transformou o scramble em uma arte, a velocidade de Randall Cunningham se transformou em uma ciência e outros como John Elway e Steve Young transformaram isso em Super Bowls. Então Michael Vick apareceu e correu como ninguém jamais tinha visto. Brett Favre correu pelos campos de futebol como se não houvesse amanhã antes de lançar arremessos de espantar qualquer um.


Apesar das brincadeiras, é notório que o ano de 2019 não foi apenas sorte para que Lamar fosse eleito MVP. Aparentemente a temporada passada foi um presságio do que está por vir, isso se o Ravens e o John Harbaugh continuarem a estimular e aprimorar o dinamismo de Lamar.