• Daniela Germano - Criadora do GirlPowerNFL

Estatísticas na NFL: porque os números são tão importantes no esporte

Atualizado: Out 6

A NFL expandiu seu uso de rastreamento do jogador e da bola para capturar dados em tempo real para cada jogador - em cada jogada, em qualquer lugar do campo.


Visando auxiliar os clubes para análise de tendências e desempenho dos jogadores, a NFL criou em parceria com Zebra Technologies, Wilson Sporting Goods e e Amazon Web Services (AWS), o sistema NFL NEXT GEN STATS.

Um sistema de rastreamento é composto por:

  • 20-30 receptores de banda ultra-larga;

  • 2–3 etiquetas de identificação por radiofrequência (RFID) instaladas nas ombreiras dos jogadores;

  • Etiquetas RFID em oficiais, postes na endzone, traves, pirulitos e na bola.

Num total de 250 dispositivos são colocados no estádio do jogo. Uma equipe de três operadores da NFL é necessária em cada jogo para confirmar se todos os sistemas de rastreamento estão funcionando corretamente.


As bolas devem seguir as especificações da NFL, tendo sido confeccionadas pela Wilson e testadas pelo Comitê de Competição e pelos quartebacks dos times, para garantir que as etiquetas não voassem ou descolassem da bola durante o arremesso.


O sistema de rastreamento captura os dados do jogador, como localização, velocidade, distância percorrida e aceleração a uma taxa de 10 vezes por segundo, e mapeia os movimentos individuais em centímetros. Os dados brutos são usados ​​para automatizar relatórios de participação do jogador, calcular métricas de desempenho e derivar estatísticas avançadas por meio de eletrônico (ML) na AWS.


Mais de 200 novos dados são criados em cada jogada de cada jogo.


Essas informações têm uma ampla gama de aplicações na NFL e podem ser usadas para tomar decisões pelo time e pela própria liga.


Os 32 clubes usam os dados para auxiliar no planejamento do jogo. A Football Operations pode identificar maneiras de melhorar o jogo. A Player Health & Safety utiliza-os para melhorar a segurança dos jogadores. Já a mídia da NFL e seus parceiros de transmissão podem encontrar novas oportunidades de contar histórias além do placar.


Os dados principais que o sistema NFL NEXT GEN STATS gera no jogo são:

  • Rush Yards esperados - ajuda a mostrar a velocidade, evasão e habilidades dos running backs ao prever quantas jardas prováveis eles tem de ganhar com a bola na mão. Uma equipe de cientistas de dados independentes criou o algoritmo que alimenta as estatísticas durante o 2020 Big Data Bowl, o concurso anual de análises esportivas da NFL.

  • Classificação de rota - identifica automaticamente em tempo real a rota que um jogador executa em uma jogada de passe - go, post ou out - fornecendo a base para uma nova compreensão da estratégia e tendências ofensivas, ao mesmo tempo que fornece métricas para classificar o desempenho de jogadores individuais, ofensivo e defensivo da equipe por rota.

  • Pontos esperados - calcula a probabilidade de qualquer time marcar em seguida e por quais meios (ou seja, touchdown, field goal e safety), permitindo que analistas, treinadores e torcedores quantifiquem o impacto de um jogo individual para que o time pontue.

  • Probabilidade de vitória - atribui uma porcentagem de probabilidade de vitória a cada equipe - ajustada em tempo real ao longo do jogo - para identificar as mudanças no momento e as jogadas que têm maior probabilidade de afetar o resultado do jogo.

  • Jardas esperadas após a recepção (xYAC) - Prediz o quanto um recebedor provavelmente ganhará com a bola ao completar uma recepção. Semelhante ao Expected Rush Yards, esta estatística ajuda a identificar como os receptores são capazes de improvisar e iludir os defensores para ganhar jardas após receber a bola.

  • Probabilidade de Field Goal - Quantifica a probabilidade de uma equipe marcar field goal dada a distância do chute e as condições climáticas.


Sensores em todo o estádio rastreiam etiquetas colocadas nas ombreiras dos jogadores, mapeando os movimentos individuais em poucos centímetros. Os dados são capturados usando tags RFID no equipamento do jogador e na própria bola de futebol. Os dados em tempo real são então transmitidos aos receptores instalados nos estádios da NFL, que fornecem à NFL dados sobre cada jogador em cada jogo.


Um exemplo desse rastreamento aplicado para a saúde dos atletas é o Dispositivo de Gravação de Proximidade. Esse aparelho é obrigatório para jogadores e funcionários do clube quando estiverem nas instalações do clube, durante os treinos e durante as viagens da equipe. Mais ou menos do tamanho de um mostrador de relógio, o dispositivo é usado como uma pulseira ou como um cordão. Os jogadores até os têm embutidos em seus equipamentos para uso em campo, nos treinos e jogos.


O dispositivo reúne informações sobre a proximidade de indivíduos uns com os outros - por distância e tempo - para realizar um rastreamento de contato rápido e preciso quando alguém é sintomático ou teste positivo para COVID-19. Os dados dos dispositivos são essenciais para identificar, isolar e testar qualquer pessoa que esteve em contato próximo com um indivíduo infectado.


Os dispositivos de gravação de proximidade também ajudam a reforçar o distanciamento físico, outro elemento-chave na prevenção da transmissão de COVID-19. O dispositivo notifica os usuários com luzes e sons se eles estiverem muito próximos uns dos outros ou muito próximos de indivíduos de outras camadas.

Os jogadores e o pessoal são divididos em níveis - Nível 1, Nível 2 e Nível 3 - para denotar o nível de contato que eles podem ter uns com os outros.


Por exemplo, se um membro da equipe Nível 3 chegar muito perto de um indivíduo Nível 1 ou Nível 2, um sinal de alerta vermelho aparecerá no dispositivo para alertá-lo a se afastar. Após cinco segundos, o dispositivo emite um alarme sonoro.


Resumidamente, o sistema funciona da seguinte forma:

Dados de captura

Os dados são capturados colocando etiquetas RFID nas ombreiras do jogador e na bola de jogo. Os receptores de banda ultralarga instalados no estádio rastreiam os jogadores e o movimento da bola polegada por polegada.

Análise

Em seguida, esses dados em tempo real são combinados com dados tradicionais de pontuação / jogo a jogo para calcular centenas de métricas nunca capturadas antes. Essas métricas são executadas por meio do Amazon SageMaker para gerar previsões, estatísticas e muito mais.


Distribuir resultados Por fim, a NFL aproveita AWS Lambda, Amazon ElastiCache, Quicksight, RDS, Route S3, gateway de API e DynamoDB para colocar os insights, previsões e estatísticas em ferramentas de análise de transmissão, scouting e coaching.


Esse sistema também fornece melhor interação aos fãs do esporte, dentro do estádio ou de forma online durante os jogos, como podemos ver nesse vídeo:


O torcedor pode ver a distância e a velocidade com que alguns jogadores da NFL correm durante os jogos e ter todas as informações que quiser diretamente no site.


Você sabia?


Esse sistema Amazon AWS Sports também é usado na Bundesliga, Fórmula 1 e pela Six Nations Rugby.


DICA: Para quem quer saber mais sobre isso a NFL disponibiliza um MANUAL escrito por Matt Swensson em primeira mão como sua equipe Next Gen Stats trabalhou com o AWS Machine Learning Solutions Lab para construir, treinar e implantar seu aprendizado de máquina modelos no Amazon SageMaker.