• Luis Fernando Julio

Entenda as “Jordan Rules”

Tática utilizada pela equipe de Detroit com o objetivo de parar o astro Michael Jordan ainda gera muitas discussões e controvérsias



Parar o maior jogador da NBA de todos os tempos não era tarefa fácil, então era óbvio que para neutralizar Michael Jordan o adversário teria que usar uma tática especial, e a equipe do Detroit Pistons sabia disso. Foi a partir do final dos anos 80 que os “Bad Boys” de Detroit colocaram em prática as “Jordan Rules”. As “Leis de Jordan” tinham como objetivo basicamente castigar fisicamente Michael Jordan, fazendo com que o astro do Bulls não conseguisse executar seu jogo. Em entrevista Isiah Thomas, principal jogador do Detroit na época, disse o seguinte sobre a tão famosa tática: “Nós sabíamos que Michael Jordan era o melhor jogador, usamos isso como grito de guerra. Nós tínhamos que fazer de tudo fisicamente para pará-lo. Quando ele estava no ar não tinha o que fazer, mas quando estava no chão dava para tentar algo”.


Mas quais eram essas leis? Brendan Malone que era assistente técnico do Pistons, contou em uma entrevista para o famoso documentário “ The Last Dance”:


1- Nas laterais, vamos pressioná-lo até o cotovelo, sem deixar que chegue à linha de fundo;


2- Se ele estiver em cima, vamos leva-lo para a esquerda, se estiver embaixo, não vamos deixar que suba;


3- Se conseguir chegar à linha de fundo, Laimbeer e Mahorn (jogadores do Detroit) deveriam jogá-lo no chão.



Fonte: gettyimages


Esta tática deu certo em três temporadas seguidas, onde o Pistons eliminaram a equipe de Chicago nos Playoffs, porém em 1991 o Bulls venceu por 4 a 0 nas finais de conferência, e decretou o final da “Jordan Rules”.

Neste vídeo em meu canal do Youtube (Swish TV BR) falo mais sobre as tão famosas Leis de Jordan, confiram:



  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle