• Vick

Conheça a história do New York Liberty

New York é uma cidade com milhares de atrações, e certamente carrega um contexto histórico-social esplendido, sendo um deleite para qualquer um, inclusive para as franquias de basquete, a história de hoje é falando sobre um grande time, nem Knicks e nem Nets, mas sim um que a mulherada domina, NY Liberty, então vem conosco!




O New York Liberty é um time profissional de basquete, a equipe joga na Conferência Leste da WNBA. A equipe foi fundada em 1997 e é uma das oito equipes originais, foram uma das primeiras equipes a escolher um jogador e assinou contrato com o destaque da faculdade na época, Rebecca Lobo, a equipe também contava com a Teresa Weatherspoon.


O primeiro jogo do Liberty e da WNBA foi disputado em 21 de junho em Los Angeles. Liderado pela treinadora Nancy Darsch, o Liberty derrotou o Los Angeles Sparks por 67 a 57, no The Forum. Nova York conquistou sete vitórias seguidas para começar a temporada inaugural, terminou em segundo lugar na conferência e avançou para o primeiro jogo do campeonato contra o Houston Comets, no qual perderam.



Em 1999, técnico veterano da NBA Richie Adubato assumiu as rédeas da equipe em 10 de junho e guiou o Liberty a uma vitória por 87 a 60 sobre Cleveland Rockers. Com o Liberty atuando de forma impressionantes na terceira temporada consecutiva, o Madison Square Garden recebeu o primeiro All-Star Game da WNBA no dia 14 de julho, no qual teve lotação esgotada. Quatro jogadores do Liberty participaram: Rebecca Lobo, Teresa Weatherspoon, Kym Hampton e Vickie Johnson.


Apesar de terem ficado por um fio do título da WNBA, a série contra o Comets foi adiada para um terceiro jogo, quando Weatherspoon fez o tiro mais famoso da história da WNBA - um chute de meia quadra que venceu o segundo jogo diante de um esquadrão de Houston atordoado e da multidão do Compaq Center.



Em 2000, o Liberty adquiriu a Tari Phillips, prosperou nos holofotes de Nova York, liderando a equipe em pontos e rebotes e ganhou o Prêmio de Melhor Jogador da WNBA. Com o melhor recorde de 20 a 12 do clube, a equipe terminou no topo da Conferência Leste e ganhou uma terceira viagem ao Campeonato da WNBA. Nova York caiu por 2 a 0 contra o Houston.



As coisas começaram a esquentar em 2002, o treinador Adubato liderou NY com 18 vitórias, empatando em quarto lugar no campeonato, incluindo uma sequência de 10 vitórias em 14 jogos. O Liberty venceu quatro jogos consecutivos no final da temporada para avançar para os playoffs, primeiro na rodada de abertura contra o Indiana Fever, seguido pelas finais da conferência contra o Washington Mystics, avançaram para as finais da WNBA pela quarta vez em seis anos, porém perderam para o Los Angeles Sparks. Nesse mesmo ano, Weatherspoon se tornou a primeira jogadora na história da WNBA a somar 1.000 pontos e 1.000 assistências e Johnson se tornou a primeira jogadora da Liberty e a 11º na WNBA a marcar 2.000 pontos. Como resultado de seu jogo prestigioso, Phillips foi nomeada para a equipe All-WNBA Second de 2002.



Era Cappie Pondexter

O New York Liberty na esperança de retornar à pós-temporada, adquiriu Cappie Pondexter em 2010, tiveram um início lento, porém o Liberty começou uma série de 10 vitórias e terminou em segundo na Conferência Leste. Com vantagem em quadra e em casa na partida da primeira rodada contra a Indiana Fever, o Liberty venceu os dois jogos em casa e venceu a série por 2-1. Logo vieram a enfrentaram o Atlanta Dream, mas perderam nos dois jogos da série, apesar dos 30 pontos de Pondexter por jogo. Foi a terceira vaga no playoff do time nas últimas quatro temporadas e a décima aparição geral na pós-temporada. Pondexter forneceu ao Liberty uma estrela, sendo selecionada para a Equipe All-Star da WNBA de 2010, a Primeira Equipe Todo-Defensiva e a Primeira Equipe All-WNBA, Pondexter também terminou no top 10 em 21 categorias estatísticas diferentes, incluindo o segundo em pontos por jogo (21,4) e o sexto em assistências por jogo (4,8).




Isiah Thomas assume como presidente

Em 5 de maio de 2015, a Liberty contratou Thomas como presidente da equipe, supervisionando todas as operações da franquia, e o time foi liderado pelo treinador Bill Laimbeer, terminaram em primeiro lugar na Conferência Leste durante a temporada de 2015. O time atraiu 18.617 fãs para o jogo do Camp Day contra o San Antonio Stars em 15 de julho, a sexta maior multidão a ver um jogo do Liberty no Madison Square Garden e o maior número de fãs de Nova York desde 11 de agosto de 2002.

Em 2016, o Liberty saltou para o 2º lugar entre as franquias da WNBA em participação total e, nas duas últimas temporadas, Nova York foi líder da liga em parceria e patrocínio.


Visão Thomas' com o time é liderada por Comunidade, Química, Defesa e Recordações. "Ao formar esta equipe, há quatro objetivos específicos em mente", diz Thomas. "Queremos que nossa equipe tenha uma ótima química, identifique jogadores que tenham um impacto positivo na comunidade, que sejam conhecidos pela nossa defesa na quadra e criando memórias que durarão para sempre".

Joseph Tsai novo dono

Em 23 de janeiro de 2019, o Liberty foi vendido a Joseph Tsai co-fundador do Alibaba Group, uma empresa chinesa de internet, que possuía 49% do Brooklyn Nets, franquia da NBA. Durante a temporada de 2019, o Liberty jogou dois jogos no Brooklyn, na casa dos Nets no Barclays Center, com o restante ainda em White Plains. Mais tarde naquele ano, Tsai se tornou o único proprietário do Nets e do Barclays Center.

Em 17 de setembro, a WNBA revelou que o New York Liberty havia garantido a escolha número 1 no Draft da WNBA de 2020, que marcou a primeira vez na história da franquia. Para a temporada 2020, Tsai mudou a Liberty para o Brooklyn em período integral.



  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle