• Vick

Conheça a história do Los Angeles Sparks

Tanto na NBA quanto na WNBA, vestir o roxo e o ouro significa mais do que ganhar jogos de basquete no Staples Center, a história do Sparks diz muito sobre, o time representa domínio, graça e glória, e por isso hoje eu convido você caro leitor a conhecer mais sobre o Los Angeles Sparks.


O Sparks foi fundado em 1997 e é, portanto, uma das equipes originais da WNBA. O time jogou seu primeiro jogo da liga em 21 de junho de 1997 contra o New York Liberty no Great Western Forum, este também foi o jogo de abertura da temporada da WNBA. Penny Toler marcou a primeira cesta do jogo e da liga diante de 14.284 espectadores, porém os Sparks perderam de 67 a 57.



O momento da vitória para o Sparks veio no terceiro jogo do ano, durante uma partida em casa na temporada regular contra o Charlotte Sting em 25 de junho de 1997. O Sparks venceu com uma pontuação de 74-54, e esse seria só o começo das vitórias para o jovem time.

Terminaram sua primeira temporada com um recorde equilibrado de 14 vitórias em 28 jogos. Devido a uma derrota no último jogo da temporada regular contra o Phoenyx Mercury o Sparks perdeu um pouco antes dos playoffs.


Na temporada seguinte, o time perdeu os playoffs novamente com apenas 12 vitórias em 30 jogos.


Na temporada de 1999, conseguiram vencer a maioria de seus jogos pela primeira vez, alcançando os playoffs. Nas semifinais da conferência, eles venceram o jogo em casa contra o Sacramento Monarchs com 71 a 58 e, assim, se classificaram para as finais da conferência, onde encontraram o Houston Comets, que venceu os dois primeiros campeonatos, e o Sparks não teve chance e perdeu.


Na temporada de 2000 as coisas foram diferentes, o time terminou a temporada com 28 vitórias em 32 jogos e assim sendo considerado o melhor time. Chegaram às finais da conferência nos playoffs após uma clara vitória contra o Mercury, porém se encontraram com o Comets novamente. Embora o Sparks fosse o favorito claro e ainda tivesse a vantagem em casa, eles perderam novamente.


Campeonato de 2001

Nada é mais doce do que a primeira vez. Com o técnico Michael Cooper, em seu segundo ano, o Sparks ostentou um tremendo recorde de 28 vitórias na temporada regular. Avançaram até a final, e o Sparks venceu o Charlotte Sting em dois jogos, conquistando seu primeiro título. E a ala Lisa Leslie levou para casa o troféu de MVP das Finais.


Campeonato de 2002

Com fome de seu primeiro título em 2001, a Lisa Leslie, líder do Sparks, se mostrou impressionante na temporada regular. O time voltou às finais, onde se encontraram com o New York Liberty, outro time original da liga.

Em uma série de três das melhores, Los Angeles varreu o Liberty em apenas duas competições, tornando-se o primeiro campeão consecutivo que a WNBA já havia visto, e novamente Lisa Leslie foi MVP da temporada.



Candece Parker

Com Lisa Leslie chegando ao final de sua carreira, o Sparks não podia se dar ao luxo de errar durante o Draft da WNBA de 2008. Com a primeira seleção geral, eles escolheram Candace Parker da Universidade do Tennessee.

Parker passou a assumir o papel de Leslie como líder dos Sparks, ajudando-os a ganhar o título de 2016. Parker ganhou o prêmio de Novato do Ano e, desde então, conquistou dois MVPs e se tornou a vigésima jogadora da WNBA a alcançar 5.000 pontos de carreira.



Mágica sobre os Sparks

Após uma década de temporadas sem títulos, os Sparks anunciaram em fevereiro de 2014 que Magic Johnson seria uma figura importante no grupo de investidores que compram o time que estavam à venda. Johnson, que já é proprietário do Los Angeles Dodgers da MLB, venceu cinco campeonatos com o Lakers nos anos 80 e é considerado um herói local.

Embora um proprietário nunca pise na quadra, Magic trabalhou com os Sparks para construir uma mentalidade vencedora, que os ajudaria a levar para casa o troféu do campeonato em 2016. Se uma coisa é certa, é que esse cara sabe o que é preciso para vencer.


Campeonato de 2016

Em apenas seu segundo ano no comando, o técnico Brian Agler ajudou seu time talentoso a chegar às finais da WNBA de 2016. O Sparks enfrentou a jogadora mais valiosa Maya Moore do Minnesota Lynx em uma revanche das semifinais da Conferência Oeste de 2015.

Desta vez, Los Angeles conseguiu vencer, conquistando seu primeiro título desde 2002. Para os nativos de Los Angeles, foi o primeiro campeonato de basquete que qualquer equipe profissional trouxe para casa desde a vitória do Lakers em 2010 sobre o Boston Celtics.



CURIOSIDADES

- O basquete feminino geralmente recebe críticas por não ser tão "emocionante" quanto o jogo dos homens. Em 30 de julho de 2002, a atacante do Sparks, Lisa Leslie, não estava tendo esse tipo de conversa e registra o primeiro slam dunk do basquete profissional feminino.

- Em 7 de julho, o Los Angeles Sparks derrotou o Washington Mystics 98-81, tornando-se o primeiro time na história da franquia a atingir 450 vitórias.