• João Macedo

A expansão do basquete no Brasil durante a quarentena.

Mesmo sem jogos por conta da quarentena, o mercado do basquete se expandiu no Brasil.


Não é novidade que o basquete ainda luta por seu espaço em território nacional, para muitos o basquete não é garantia nos três esportes mais populares por aqui, porém 2020 parecia um ano de mudança, NBA em 3 diferentes canais e NBB com todos os jogos transmitidos, mas infelizmente a pandemia interrompeu o esporte e colocou uma dúvida no futuro do basquete no país, porém alguns eventos mudaram o rumo dessa história!


The Last Dance


A série que contou a história de Michael Jordan e o Chicago Bulls bombou no Brasil, todos os meios de notícia esportivos falavam sobre a série, muitas pessoas se interessaram pela história e a série figurou no Top 10 mensal da Netflix Brasil. Foi muito comum ver pessoas que nunca falavam sobre NBA se interessarem pela liga e correr atrás de mais informações, muitos perfis relataram grande aumento no número de seguidores após o sucesso da série.


NBA 2K20 de graça no Playstation 4 e no Xbox-One


O jogo oficial da NBA apareceu de graça nas lojas virtuais durante o ínicio do 2° semestre de 2020, com isso muitos fãs mais jovens baixaram o jogo para testar e logo o jogo se expandiu no Brasil, tive experiência própria com amigos que não acompanhavam a liga mas baixaram o jogo e adoraram, muitos pretendem começar a assistir a NBA quando ela voltar. Não é raro ver pessoas que começarem a assistir NBA por conta dos jogos eletônicos, porém com o jogo de graça a liga conseguiu atrair um público ainda maior.


NBB e parceria com criadores de conteúdo


Muitos criadores de conteúdo relacionados a basquete reclamaram da NBA Brasil não valorizar quem fala de basquete e sim priorizar celebridades, quem seguiu o caminho contrário foi a NBB que fez uma reunião envolvendo diversos criadores de conteúdo de basquete, para apresentar a liga e disponibilizar vídeos da liga para os criadores , vale citar também a ação da Budweiser Brasil que fez um evento que reuniu mais criadores de conteúdo para conversar com os jogadores Marquinhos (Flamengo) e Ricardo Fischer (Corinthians), ações como essas incentivam os criadores a falar mais de basquete nacional e com isso expandir o alcance da liga para mais pessoas.



Movimento para seguir o perfil da LBF


Se você acha que foi só o basquete masculino que saiu vencendo na quarentena você está muito enganado, a comunidade brasileira de basquete no Twitter se uniu para aumentar o número de seguidores da Liga feminina de basquete, a liga que antes do movimento tinha cerca de 5 mil seguidores em poucos dias pulou para mais de 13 mil! Números que com certeza vão ajudar no crescimento da liga e vão atrair mais pessoas para acompanhar o basquete feminino.



Outras Novidades


A novidade mais relevante para muitos, será sem dúvidas o anúncio de uma nova NBA Store, dessa vez no Sul, a primeira da região. Também não podemos deixar de falar dos criadores de conteúdo que ajudam o esporte a crescer a cada dia, com tweets, vídeos, lives e podcasts. Muita novidade surgiu durante a quarentena e quem sai ganhando sem dúvidas é o basquete e os fãs que respiram o esporte da bola laranja.