• Luis Fernando Julio

É o Fim do Armador Clássico na NBA?

Com as posições da NBA a cada dia evoluindo mais, seria então o fim do armador clássico que tantos amam?


O basquete a cada ano que passa evolui mais, os jogadores estão se tornando mais completos e mais físicos a cada dia, hoje vemos por exemplo, pivôs arremessando de longa distância com uma frequência que, a 20 anos atrás, seria inimaginável.

A posição que mais vem evoluindo nos últimos anos é a de armador, uma posição que sempre foi marcada por ter jogadores extremamente pensantes, habilidosos e que tinham como prioridade o passe, fazer seus companheiros jogarem e o sistema do time funcionar. Grandes exemplos de armadores que podem ser considerados clássicos foram: Steve Nash, John Stockton, Jason Kidd, dentre outros. Mas e hoje? Temos algum jogador que se encaixa nesse perfil? Na minha visão temos 3 armadores hoje que podem se encaixar como “clássicos”, estes são: Rajon Rondo, Chris Paul e o jovem Lonzo Ball.


Rondo sempre foi considerado um armador “ das antigas”, um jogador que tem uma visão de jogo absurda, e no auge, foi um dos armadores mais geniais de toda a liga, com um arsenal de passes totalmente encantadores.

Fonte: silverscreenandroll.com


Chris Paul seria um armador clássico porém moderno ao mesmo tempo, um jogador que tem a habilidade e visão de jogo clássicas, e pontua como um armador moderno, porém continua sendo um jogador que traz grandes lembranças de seus antecessores, como Steve Nash e companhia, tanto é que carrega o apelido de “ Point God”.

Fonte: essentiallysports.com


Lonzo Ball sempre foi comparado com Jason Kidd por conta de seu estilo de jogo, tendo a assistência como sua principal característica e não tendo, até o momento, um arremesso de longa distância confiável, algo que para os armadores modernos é basicamente essencial.


Fonte: cbssports.com


Armadores desse estilo ainda têm espaço na NBA? Gostaria muito que sim, já que é muito agradável vê-los jogarem, porém com a evolução que o jogo vem tendo, com os jogadores desta posição tendo que pontuar cada vez mais, e pontuar de todas as distâncias possíveis, é difícil ver um point guard que tenha como armas só o passe e a habilidade, tendo uma vida útil grande dentro da liga. Podemos ver isso pela nova geração de armadores que estão chegando na NBA: Trae Young, Ja Morant, De’Aaron Fox e outros, são jogadores extremamente modernos, rápidos, habilidosos, atléticos, com um arremesso de longa distância confiável, e no caso de Trae, sua principal arma, ou seja, totalmente diferentes dos armadores de 20 anos atrás.


Fonte: nba.com


O jogo evoluiu, as posições evoluíram, então ver armadores como Nash e Stockton, por exemplo, será algo muito raro e difícil de se ver nos próximos anos, então podemos dizer que sim, é o fim do armador clássico.


Neste vídeo em meu canal do Youtube (Swish TV BR) falo mais sobre esse tema, confiram:



  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle